terça-feira, 29 de junho de 2010

Museu de Geodiversidade

O departamento de geologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro criou em 2008 o Museu de Geodiversidade, o primeiro do tema no Brasil. São 750m2 que guardam raridades como o primeiro mapa de geológico do Brasil, datado de 1919 e entre as mais de 500 peças do museu destacam-se o meteorito Uruaçu, encontrado em uma fazenda em Goiânia, além das réplicas de dinossauros que encantam as crianças.

Mas, o que é Geodiversidade?

Geodiversidade é a variação natural dos aspectos geológicos (rochas, minerais, fósseis), geomorfológicos (formas e evolução de relevo) e do solo.(ARAÚJO,2005). Para a Associação Européia para a Conservação do Patrimônio Geológico- PROGEO e para a Sociedade Real da Conservação da Natureza do Reino Unido, geodiversidade consiste na variedade de ambientes geológicos, fenômenos e processos ativos geradores de paisagem (relevo), rochas, minerais, fósseis, solos e outros depósitos superficiais que constituem a base para a vida na Terra (AZEVEDO, 2007).


As principais ameaças ao patrimônio geológico decorrem principalmente da falta de conhecimento de sua importância estando ele restrito a apenas um pequeno grupo de especialistas das Ciências da Terra; outra ameaça é a falsa impressão que se tem de que as rochas são resistentes não necessitando de medidas de conservação e proteção, quando na verdade elas são muito vulneráveis à ação do tempo e do homem (BRILHA, 2005).



O Museu busca uma integração das geociências e do entendimento do por que, onde e como ocorrem os desastres naturais, tais como terremotos, furacões, vulcões, mudanças climáticas, retratando a história geológica da Terra. O museu abriga a terceira maior coleção de fósseis no país, catalogada pelo sistema Paleo do Serviço Geológico do Brasil, de acervos disponíveis na internet.

Os objetivos do Museu são:

  • Resgate do patrimônio geológico e paleontológico através da manutenção das coleções científicas do Departamento de Geologia – UFRJ;
  • Demonstração da importância das geociências para as atividades econômicas e melhoria das condições de vida da população ;
  • Revitalização do espaço científico do Departamento de Geologia - IGEO-CCMN, com finalidade de desenvolvimento de atividades educacionais voltadas para o ensino das Ciências da Terra no Ciclo Fundamental e Médio ;
  • Reunião parcial e exposição do acervo científico de minerais e rochas do Departamento de Geologia – UFRJ no Museu de Geologia, o qual será composto pelas coleções de minerais, rochas, fósseis, minérios, materiais geotécnicos, lâminas petrográficas, lâminas palinológicas e de microfósseis, exemplos de materiais geotécnicos, rochas ornamentais, bem como mapas geológicos e objetos históricos de interesse para o estudo das ciências geológicas;
  • Exposição do acervo à alunos da rede escolar do Ensino Fundamental e Médio municipal, estadual, federal e particular observem e examinem as coleções, propiciando aos mesmos a possibilidade de realizar trabalhos escolares, incentivando-os ao mesmo tempo o interesse pelas ciências geológicas;
  • Apresentação da história geológica e paleobiológica da Terra, sensibilizando o público na compreensão dos eventos geológicos, sua magnitude e implicações para as atividades humanas.

Para maiores informações: museugeodiversidade@geologia.ufrj.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...