segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Conheça o Museu da Geodiversidade - UFRJ

Com um acervo de cerca de 20 mil minerais, rochas e fósseis, o Museu da Geodiversidade da UFRJ foi reinaugurado no mês de Setembro reforçando seu papel institucional como importante polo de divulgação e educação das Geociências no Brasil. O acervo abriga materiais raros, coletados por estudantes e professores do Departamento de Geologia, do Instituto de Geociências (Igeo) da UFRJ, em trabalhos de campo ao longo das últimas décadas. O espaço reúne uma das maiores coleções de fósseis no país, catalogada pelo sistema Paleo do Serviço Geológico do Brasil.

“O Museu da Geodiversidade não está preocupado apenas com rocha, fósseis e minerais. Está preocupado com o Sistema Terra, com as interações entre oceano e atmosfera, com as transformações climáticas, o que não é uma percepção muito comum nos museus, os quais geralmente têm uma visão muito cartesiana da questão do planeta”, explica o professor Ismar de Souza Carvalho, que também dirige o Instituto de Geociências da UFRJ





O trabalho no MGeo não se encerra com a organização e montagem das exposições. O acervo é permanentemente atualizado com novas descobertas trazidas pelo corpo docente e discente do Instituto de Geociências. Para que mantenha um caráter dinâmico, o espaço conta atualmente com o trabalho de duas museólogas, um historiador, um pedagogo e sete bolsistas. Para Patrícia Danza Greco, que ingressou em janeiro de 2009 como museóloga na UFRJ, o trabalho coletivo de técnico-administrativos, estudantes e professores contribuiu para consolidar o MGeo como instituição museológica.





“O museu é um processo de construção da identidade do próprio Instituto de Geociências, fazendo uma reflexão a respeito da necessidade de integrar Ensino, Pesquisa e Extensão e dar entendimento e visibilidade para os projetos que realizamos. Ao mesmo tempo, ele auxilia na construção de cidadania, pois futuras questões ambientais, transformações climáticas e desastres naturais serão uma tônica da nossa vida”, ressalta Ismar.




Conheça o Museu da Geodiversidade da UFRJ! É lindo!

Fonte: Jornal da UFRJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...