segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Grupo de Trabalho Geomorphosites

O principal objetivo do Grupo de Trabalho Geomorphosites, da Associação Internacional de Geomorfologia,  é o de melhorar o conhecimento e a avaliação dos locais de interesse geomorfológico com ênfase na geoconservação, educação e turismo. O grupo foi criado em 2001 na 5° Conferência Internacional de Geomorfologia, realizada em Tóquio. Inicialmente  foi presidido por Emmanuel Reynard, da Université de Lausanne e se tornou uma referência importante na área de patrimônio geomorfológico e teve, pela terceira vez sua renovação, até o ano de 2017, agora presidido por Paola Coratza, da Itália. 

Os principais objetivos do Geomorphosite é: 
1. Melhoria na investigação sobre patrimônio geomorfológico com o desenvolvimento de uma comunidade de pesquisa;
2. Desenvolvimento de métodos para avaliar e mapear geomorfossítios;
3. Inclusão de estudos sobre geomorfossítios em universidades;
4. Desenvolvimento de uma melhor relação entre geomorfossítios e as ciências humanas;
5. Relações públicas com programas internacionais de geoconservação e geoturismo.

Nesta última semana, ocorreu o I Encontro Luso-Brasileiro de Patrimônio Geomorfológico e Geoconservação, em Portugal e a previsão é que o próximo encontro seja realizado em 2016, em Ponta Grossa.

Em 2011, a União Brasileira de Geomorfologia passou a integrar a Comissão Brasileira de Sítios Geológicos e Paleobiológicos do Brasil, mais um importante avanço no desenvolvimento das pesquisas em geomorfologia para a geoconservação. O envolvimento de geógrafos e geomorfólogos é de fundamental importância para as discussões acerca da paisagem, que é indissociável do conceito de patrimônio geomorfológico. 

Conheça os trabalhos do Grupo Geomorphosite no SITE DA AIG

sábado, 8 de fevereiro de 2014

6° Conferência Internacional da Unesco sobre Geoparques Globais



Ocorrerá de 19 a 22 de setembro de 2014, em Saint John New Brunsick, Canadá, a 6° Conferencia Internacional da Unesco sobre Geoparques Globais. 
O evento terá sete sessões temáticas: 
1. Geoparques e uso sustentável dos recursos naturais; 2. Comunidade de Penetração (envolvimento com as comunidades); 3. Educação e Interpretação em Geoparques; 4. Aspirantes a Geoparques; 5. Geoparques maduros; 6. Colabaração da Unesco; 7. Patrimônio Cultural Imaterial.

As inscrições dos resumos foram encerradas neste último dia 5 de fevereiro. 

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Inventário do Patrimônio Geológico de São Desidério-BA

O Inventário do patrimônio geológico do Sistema Cárstico do Rio João Rodrigues (São Desidério/Ba) foi realizado no âmbito de um estudo hidrogeológico daquele sistema, executado com finalidade se delimitar a área para implantação de uma Unidade de Conservação (UC) de Proteção Integral a ser criada pelo ICMBio naquela região. O trabalho foi fruto de um Termo de Compromisso Ambiental firmado entre a Bahia Mineração – BAMIN e o ICMBio-CECAV.
Neste contexto, o inventário teve o objetivo de identificar os geossítios mais relevantes e seus respectivos usos potenciais, para apoiar e subsidiar a delimitação do perímetro desta futura UC, destacando os locais mais relevantes para a compreensão da evolução geológica daquela região e apresentando propostas para conservação e uso destes locais.

Do ponto de vista geológico, o sistema cárstico do rio João Rodrigues é constituído por um conjunto de geoformas cársticas esculpidas em calcários de idade proterozóica do Grupo Bambuí, parcialmente encobertos por arenitos e lamitos do Grupo Urucuia, inseridos no contexto geológico da Bacia Sanfranciscana. Este sistema representa uma captura fluvial da bacia do rio Tamanduá para a bacia do rio São Desidério e apresenta um gradiente hidráulico de i = 0,004.



Poço Surubim - última ressurgência conhecida para o Sistema cárstico do rio João Rodrigues.

O inventário resultou no levantamento de 14 geossítios, selecionados entre os cerca de 45 pontos visitados em campo. Uma avaliação preliminar qualitativa dos locais inventariados apontou que a maioria está situada no município de São Desidério, conta com acessibilidade fácil, se enquadra nas rochas carbonáticas do Grupo Bambuí e são de interesse geomorfológico, hidrogeológico ou espeleológico, sendo passíveis de utilização turística, didática e científica.


Parque municipal da Lagoa Azul. Unidade de Proteção criada pela prefeitura de São Desidério para proteger a Lagoa Azul e a Gruta do Catão.
A quantificação dos locais de relevância geológica, seguindo a metodologia proposta por Pereira (2010), apontou que os geossítios Sumidouro do João Baio e Buraco do Inferno da Lagoa do Cemitério se destacaram como locais de relevância internacional. Estes locais também se destacaram, com valores acima da média para o Valor de Conservação, juntamente com o Parque Municipal da Lagoa Azul, a Nascente do rio João Rodrigues, o Buraco do Inferno da Lagoa da Sucupira, o Poço Surubim, a Gruta do Morro dos Tapuias, a Garganta do Bacupari e o Canyon da Beleza. Dentre o conjunto avaliado, estes geossítios são prioritários para ações de conservação.



Os resultados deste inventário permitiram a definição de um polígono preliminar da UC, cuja configuração final segue em discussão, considerando também parâmetros socioeconômicos e de relevância para a biodiversidade. 

(Texto do Prof. Dr. Ricardo Fraga)

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Livro: Geologia e Turismo, Novas Perspectivas


Vivemos um momento de valorização e preocupação com o meio ambiente. Isso ocorreu principalmente após a realização da 1ª Conferência sobre o Meio Ambiente Humano, em Estocolmo, Suécia. A partir deste evento, um novo segmento de atividade turística, denominado de ecoturismo, com o objetivo de conjugar o turismo com a identificação, a proteção e a preservação do patrimônio cultural e natural da Terra surgiu. Entretanto, essa modalidade turística tem enfatizado a fauna e flora e os recursos hídricos naturais, desconsiderando os demais aspectos físicos, como as estruturas geológicas e as feições geomorfológicas.
Entretanto conservar o patrimônio geológico é manter viva a memória do planeta para as futuras gerações e garantir ao conhecimento científico uma fonte de pesquisas e respostas sobre eventos passados e sobre os possíveis eventos futuros é importante e imprescindível. Baseado nesta ideia novas formas de turismo visando a conservação deste patrimônio já começou a se desenvolver como o Geoturismo.
Segundo Raphael de Carvalho Aranha, autor do livro Geografia Aplicada ao Turismo que será lançado pela Editora Oficina de Textos no próximo mês, em parceria com o geógrafo Antonio Guerra, “as relações entre Geologia e Turismo podem ser consideradas, ao mesmo tempo, explícitas e implícitas. Cabe expor que a prática turística, neste caso, está associada a um desejo de conhecer novos lugares, vivenciar outras culturas, admirar paisagens, entre outras motivações.
Para o turismo a paisagem é vista como um atrativo que é eminentemente observada, vivida e sentida. Nesse sentido, podemos atribuir-lhe valores na forma de um produto importante cuja expressão sobre a sua percepção se dá através da morfologia resultante das diferentes formas de ocupação e configuração de um território, ao longo do tempo.

Você pode comprar o livro no SITE DA EDITORA 
(infelizmente não consegui uma imagem da capa do livro)

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

Novidades II SBPG



Estão disponíveis, no site do II Simpósio Brasileiro de Patrimônio Geológico, o resultado do concurso de fotografias, os Anais completo e uma pasta com os pôsters. 

ACESSE

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Revista Estudos Geoambientais

A Revista Estudos Geoambientais é um periódico vinculado ao Grupo de Estudos Geodiversidade-PB, da Universidade Federal da Paraíba, que visa se consolidar, como mais um canal de veiculação científica de conteúdos relacionados às Ciências da Terra e áreas correlatas. A iniciativa da criação partiu do Prof. Leonardo Figueiredo de Meneses, do Departamento de Engenharia e Meio Ambiente do Campus IV da UFPB. 

Está aberto o processo de submissões online. 

O primeiro volume será publicado em março e também haverá uma edição especial com os trabalhos apresentados no I Encontro de Geodiversidade da Paraíba.

LINK DA REVISTA

Confira também o blog do Prof. Leonardo FigueIredo, editor do periódico.

BLOG GEODIVERSIDADE-PB

Conheça o MAPA DE GEODIVERSIDADE DA PARAÍBA produzido pelo Serviço Geológico do Brasil.


domingo, 2 de fevereiro de 2014

I Encontro Luso-Brasileiro de Patrimônio Geomorfológico e Geoconservação




Ocorrerá, entre os dias 05 a 07 de fevereiro de 2014, em Coimbra-Portugal, o I Encontro Luso-Brasileiro de Patrimônio Geomorfológico e Geoconservação. 

O encontro pretende apresentar e discutir experiências realizadas nos dois países, ao nível das técnicas de inventariação, classificação e cartografia dos elementos patrimoniais geomorfológicos, bem como das estratégias de geoconservação e geoturismo que valorizem este patrimônio e os insiram em políticas de desenvolvimento territorial. 

sábado, 1 de fevereiro de 2014

Especialização em Geologia do Quaternário



Até o próximo dia 27 de fevereiro estão abertas as inscrições para o curso de especialização em Geologia do Quaternário na UFRJ.
Áreas de concentração: Geologia e Meio Ambiente; Paleontologia e Arqueologia Brasileira. 
Informações: 21 2562-6971

Estamos de Volta!




Olááá!!!!

Depois de 3 meses em recesso, estamos voltando às atividades. A novidade é que agora o blog, alem do novo layout, tem um domínio próprio ".com.br", que facilita o acesso e a divulgação; e que vou dar início às minhas pesquisas, sobre patrimônio geomorfológico, no Doutorado de Geografia da Universidade Federal de Pernambuco. 

...vamos aos trabalhos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...