terça-feira, 22 de julho de 2014

Roteiro Geoturistico no Litoral Norte de Sao Paulo

O primeiro passo para preservar o patrimônio ambiental é conhecê-lo. Com isso em mente, um grupo de pesquisa do Instituto de Geociências (IGc) da USP está coordenando um projeto que visa catalogar, explicar e divulgar o patrimônio geológico do litoral norte de São Paulo.

A professora Maria da Glória Motta, coordenadora do Projeto Roteiro Geoturístico: geossítios ao longo da BR - 101, participou da concepçao da iedia desde o começo e explica que tudo começou com um inventário do patrimônio da regiao. A primeira parte do projeto visava pesquisar e encontrar os pontos de interesse geológico. Maria da Glória conta que, na fase inicial, enviou pesquisadores para as cidades da região a fim de estudar e conhecer as formações rochosas mais de perto. 


Professora Maria da Glória
Fonte: USP notícias

Já são cerca de dois anos e meio de pesquisa. A coordenadora observa que uma das alunas de mestrado que faz parte do projeto acabou de defender sua dissertaçao sobre o assunto depois de realizar pesquisas desde o começo de 2012. "Antes disso, a gente chegou a fazer algumas investidas, mas nada muito metódico, portanto podemos dizer que para levantar as informaçoes deste inventário foram necessários mais dois anos de pesquisa", detalha Maria da Glória. 

A equipe do Núcleo de Apoio à Pesquisa em Patrimônio Geológico e Geoturismo (GeoHereditas) que participa do projeto do litoral norte está composta atualmente por três alunas de mestrado e uma de doutorado, além de uma nova integrante que passará a pesquisar a cidade de Bertioga. "Nós pretendemos ampliar o projeto para outros locais do litoral de São Paulo, por enquanto ainda estamos focados no litoral norte, mas novas investidas já estão sendo feitas".


Litoral Norte de São Paulo
Fonte: USP notícias

Professora do IGc desde 2005 e uma das responsáveis pela concepção do 
GeoHereditas, Maria da Glória conta que a intenção inicial era contar a história 
do litoral. "Todo mundo vai lá frequentar, Olhas as praias e as montanhas, mas 
ninguém sabe como aquilo se formou. Nosso objetivo era selecionar locais que 
pudessem nos explicar isso e conseguimos", comemora. 

Com as informações apuradas, o projeto se volta agora para a elaboração 
do roteiro. Segundo Maria da Glória, o desafio da doutoranda que faz parte 
das pesquisas será reunir todas essas informações e fazer um plano geoturístico. 
“Esse plano deve envolver, além da geologia, a cultura, o artesanato, 
os festivais gastronômicos e a própria história da região para que nós possamos 
devolver esse conhecimento para a população”, afirmou a professora.
Segundo a pesquisadora, a próxima etapa do projeto pretende levar, além do 
geoturismo, “propostas de geoconservação para que aquele patrimônio seja 
preservado e seja divulgado de maneira sustentável tanto em razão do turismo
 quanto em razão das pessoas que moram lá”, conta.
Para completar o projeto, além do plano geoturístico, ainda faltam duas etapas: 
produzir e instalar os painéis com as informações coletadas no local e instruir e 
conscientizar os guias turísticos e a própria população sobre o patrimônio da 
região. Esse processo também já está sendo realizado pela equipe.
A coordenadora conta que a ideia inicial é instalar dez painéis de divulgação. Esse
 número é considerado suficiente para contar a história da região. “Agora nós os
 estamos montando e desenhando, cada um com um tipo de assunto, e a próxima
 fase é ir até as secretarias de turismo e do meio ambiente das prefeituras para
 negociar a colocação”, disse Maria da Glória.
A etapa da instrução dos guias e da comunidade, por sua vez, já está em andamento
 há mais tempo. O grupo realiza cursos dentro do Parque Estadual da Serra do 
Mar com o objetivo de explicar aspectos geológicos relevantes para cada local. 
“O curso é voltado especialmente para os guias ambientais, mas eles também 
são abertos para toda comunidade. Nós já realizamos cursos em São Sebastião, 
Ilhabela, Boiçucanga, Ubatuba e Caraguatatuba” conclui.
Fonte: www.usp.br/notícias

sábado, 19 de julho de 2014

Prêmio de Teses e Dissertações - UGB


A Diretoria/Conselho da União da Geomorfologia Brasileira (UGB) e a Coordenação do X SINAGEO estabelecem as normas para o 3º Concurso de Premiação da Melhor Dissertação e Tese em Geomorfologia 2014 – Prof. Aziz Nacib Ab’ Saber.
O candidato deverá encaminhar a UGB, até dia 31 de Agosto, via e-mail em arquivo único em formato PDF para Prof. Dr. André Salgado ( geomorfologia.brasil@gmail.com) um exemplar da dissertação de mestrado ou tese de doutoramento, defendidas no período de Setembro de 2012 a Julho de 2014.
A comissão julgadora, instituída pela diretoria da União da Geomorfologia Brasileira (UGB) e pela Coordenação do X SINAGEO, é inteiramente autônoma para criar regras, critérios e restrições que regularão suas escolhas. Os resultados avaliados serão divulgados e as premiações conferidas durante a realização do X SINAGEO (Manaus/AM).

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Matéria sobre Geoparques é Destaque em Revista de Geografia

Projeto Geoparque Serido é destaque na edição 55 da Revista Geografia: conhecimento prático que está nas bancas (edição de julho).
A matéria "Você Sabe o que é um Geoparque?" na seção Especial conta um pouco o que é essa nova forma de gestão territorial multidisciplinar apoiada no patrimônio geológico, com destaque para temas como: (a) Geoparque - uma realidade; (b) Mas o que é a Rede Global de Geoparques?; (c) GeoPark Araripe - o único no Brasil; (d) O Projeto Geoparques da CPRM; (e) O Projeto Geoparque Seridó - uma proposta em preparação.



Corra para as bancas e boa leitura!

Prêmio Jovem Geomorfólogo - UGB


 Saiu o edital para apoio financeiro e prêmio Jovem Geomorfólogo do X Sinageo (Manaus/AM). 


A União da Geomorfologia Brasileira (UGB) vai oferecer apoio financeiro aos jovens geomorfólogos, com idade inferior a 35 anos, para participar do 10° Simpósio Nacional de Geomorfologia – “Geomorfologia, Ambiente e Sustentabilidade”, que ocorrerá entre os dias 18 a 22 de outubro de 2014 na cidade de Manaus (AM).

O montante dependerá do financeiro disponível da UGB. Os candidatos devem ter interesse e experiência na investigação dos temas do Simpósio, que deverá ser comprovado por meio do seu currículo lattes.

A seleção dos candidatos será realizada por uma Comissão nomeada pela Diretoria/Conselho da UGB. Os primeiros colocados estarão automaticamente concorrendo ao PRÊMIO JOVEM GEOMORFÓLOGO – UGB - Professor Hilgard O'Reilly Sternberg.
Os candidatos deverão apresentar os seguintes documentos (em formato PDF) até o dia 30 de Agosto de 2014:
Formulário de inscrição 
Currículo lattes
Artigo (s) submetido (s) ao Simpósio
Aceite do (s) Artigo (s)

Os documentos deverão ser enviados para a Prof. Dr. André Salgado pelo endereço eletrônico: geomorfologia.brasil@gmail.com

quinta-feira, 17 de julho de 2014

II Simpósio de Geoparques e Geoturismo


A Sociedade Geológica do Chile, de acordo com sua missão de promover e favorecer ações orientadas a promover a educação em Ciências da Terra, a valorização e conservação do patrimônio geológico nacional, está organizando o II Simpósio de Geoparque e Geoturismo que ocorrerá nos dias 21 e 22 de novembro de 2014, em Santiago, Chile. 

O evento trará as temáticas: 1. Geoparques; 2. Geoturismo e 3. Patrimônio Geológico e Geoconservação. 

Confirma informações sobre o evento no SITE

quarta-feira, 16 de julho de 2014

VIII Simpósio Latinoamericano de Geografia Física



Estão abertas as inscrições para envio de trabalhos para o VIII Simpósio Latinoamericano de Geografia Física que ocorrerá entre os dias 3 a 5 de dezembro de 2014, em Santiago, Chile. 
O evento traz a temática " Riscos, vulnerabilidades e resiliência socioambiental para enfrentar as mudanças globais".

O pravo para envio dos resumos é até o dia 15 de agosto de 2014.

Mais informações no SITE DO EVENTO

Workshop Geoparques Vulcânicos




O Workshop "Geoparques em Regioes Vulcânicas: estratégias de desenvolvimento sustentável" ocorrerá entre os dias 29 de setembro de 2014 e 01 de novembro de 2014, no arquipélago dos Açores. O objetivo do evento é constituir-se como um pólo de discussão entre geoparques europeus e globais localizados em regiões vulcânicas. Pretende-se ainda promover uma discussão sobre estratégias de desenvolvimento socioeconômico local e sustentável e a partilha de boas práticas nas áreas da Economia e da Geoconservação (focando o geoturismo), de forma a estimular as empresas e outros agentes locais a promoverem iniciativas e atividades nestes domínios. 
Para mais informações visite o SITE DO EVENTO
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...