sábado, 28 de março de 2015

Aplicativo EarthViewer


Conheça o aplicativo EarthViewer. É uma ferramenta interativa, disponível para Androids que permite explorar a história da formação e evolução da Terra, com camadas adicionais que permitem explorar as alterações na composição atmosférica, temperatura, biodiversidade, duração do dia e luminosidade ao longo do tempo. 

Clique na imagem abaixo e faça um tour virtual pelo aplicativo


Adquira no Google Play

domingo, 22 de março de 2015

Geodiversidade e a Água

Neste dia 22 de março, decretado pela Organização das Nações Unidas como o Dia Mundial da Água, podemos abrir uma discussão acerca da relação da geodiversidade com este recurso, que é, indiscutivelmente, um dos principais recursos naturais da Terra, mas que também pode vir a se constituir em um patrimônio, o Hidrogeológico. 

A água não é somente uma herança de nossos predecessores; ela é, sobretudo, um empréstimo aos nossos sucessores. Sua proteção constitui uma necessidade vital, assim uma obrigação moral do homem para com as gerações presentes e futuras (Declaração Universal dos Direitos da Água).

As formas de relevo associadas a locais com grande potencial hídrico podem se tornar em locais geoturísticos e que portanto, devem ter seus valores estético, científico, cultural, econômico, funcional e didático reconhecidos. 

Guerra (2014) listou algumas feições geomorfológicas relacionadas à presença de água que apresentam interesse geoturístico: baías, cachoeiras, cascatas, cataratas, corredeiras, quedas d'água, enseadas, golfos, lagunas, dentre outros. 

Cachoeiras de Bonito (PE)
Fonte

As cachoeiras exuberantes do município de Presidente Figueiredo, no Amazonas, foram um dos principais motivos para criação da proposta de Geoparque Cachoeiras do Amazonas, afim de preservar uma das principais fontes de recarga hídrica da região e fomentar o desenvolvimento sustentável, associado ao turismo, à educação e à pesquisa. 

Conheça o trabalho "Os valores da geodiversidade para aproveitamento geoturístico no município de Bonito (PE)", de autoria de Edjane Santos, onde ela faz uma avaliação do potencial geoturístico, em consideração a qualificação e quantificação dos valores da geodiversidade presentes na região. 

Outro trabalho que recomendo é "Mapping and Analysis of Geodiversity Indices in the Xingu River Basin, Amazonia, Brazil", de Juliana Silva, onde ela faz uma avaliação da geodiversidade da bacia do rio Xingu, identificando os hots pots de geodiversidade. 

Boa leitura! 

quarta-feira, 18 de março de 2015

III Simpósio Brasileiro de Patrimônio Geológico: submissão de resumos


Livro Paysages Géomorphologiques - Download

Disponível mais um livro para atualizarmos nossa biblioteca.

Livro-resumo da III Seminário de Geografia da Universidade de Lausanne "Paysages Géomorphologiques", organizado por E. Reynard e J.P Pralong. Os dois autores são referências nos estudos acerca do patrimônio geomorfológico. 

Clique na imagem para baixar o arquivo.


segunda-feira, 16 de março de 2015

Um oceano de conhecimento...



Hoje é dia de lembrar com saudade de nosso mestre Aziz Nacib Ab'Sáber. Completam hoje três anos que ele nos deixou. Aziz foi um dos maiores especialistas em geografia física do Brasil e deixou uma obra vasta com mais de 500 trabalhos. A geografia tem muito o que agradecer. 


Baixe Aqui a Obra Completa. São mais de 500 artigos publicados desde a década de 1940.

Baixe Aqui a Biografia de Aziz.

sábado, 14 de março de 2015

Geodiversidade em Cemitérios

O trecho abaixo foi retirado do artigo Geodiversidade no Cemitério Municipal de Curitiba como Elemento Cultural em Análises de Patrimônio, de Antônio Liccardo e Clarissa Grassi e tem como área de estudo o cemitério São Francisco de Paula, em Curitiba, propondo uma discussão sobre a evolução no uso de materiais líticos pela sociedade curitibana, desde 1854, época de seu surgimento, até os dias de hoje, num paralelo com a evolução histórico-social da cidade.

As rochas são a expressão mais evidente da geodiversidade e o seu aproveitamento como material nobre em arquitetura e engenharia civil remonta às primeiras construções do ser humano. Atualmente são consideradas ornamentais, ou de revestimento, as rochas que apresentam, além dos aspectos estéticos, algumas qualidades mecânicas para resistir a esforços ou à ação do tempo e são chamadas genericamente de “mármores e granitos”. Estas rochas geralmente constituem um reflexo da geodiversidade disponível numa região e imprimem nos cenários construídos uma característica de identidade cultural muito particular.

Escultura em mármore de carrara em cemitério de Curitiba
Foto: LICCARDO e GRASSI

quarta-feira, 11 de março de 2015

Recomendação de Leitura: Cartografia de Paisagens



A recomendação de leitura desta vez é este livro, Cartografia de Paisagens, de Lucas Cavalcanti, fundamental para quem trabalha com a gestão e planejamento territorial ao permitir uma visão integrada dos elementos e processos do ambiente, podendo ser utilizado por profissionais das mais diversas áreas como geógrafos, biólogos, geólogos e gestores públicos. Para quem trabalha com patrimônio geomorfológico é muito importante para ajudar na leitura das paisagens. 

O autor do livro é professor da Universidade de Pernambuco, Campus Petrolina e coordenador do Grupo de Trabalho "Estudos da Paisagem para o Ensino de Geografia Física e Convivência com o Semiárido". Conheça o blog do Grupo. 

O livro você pode comprar no site da Oficina de Textos por 30 reais. 

Lançamento: Landscapes and Landforms of Brazil

A editora Springer lançou o livro Landscapes and Landforms of Brazil. O livro foi organizado por renomados professores da Universidade de São Paulo: Bianca Carvalho Oliveira, André Augusto Rodrigues Salgado e Leonardo José Cordeiro Santos. 
Este livro apresenta o Brasil como um país de dimensões continentais. Seu território tem uma grande variedade de tipos de rochas, estruturas geológicas e climas. O país tem uma grande variedade de paisagens, como as planícies úmidas do rio Amazonas, os planaltos secas do semi-árido ou as montanhas subtropicais da região sul. No litoral, alguns planaltos e montanhas, como a Serra do Mar Mountain, formaram uma frente barreira significativa para acessar o interior do Brasil. Por outro lado desses planaltos costeiras e montanhas, há uma grande coleção de planaltos outros, montanhas, planícies e depressões pouco alterados pela interferência humana. Assim, o Brasil tem uma variedade única de diferentes paisagens e sítios geomorfológicos extraordinárias. O livro convida os leitores para saber mais sobre as belas paisagens brasileiras, sua complexidade e vastidão.



O livro está a venda no site da editora por $129.00. Confira Aqui. 

terça-feira, 10 de março de 2015

Aniversário de 6 Anos do Blog


Olá!!! 

hoje é dia de comemorar os 6 anos do blog

Entre altos e baixos, no momento mais alto do que baixo rsrs, estamos seguindo em frente. É muito difícil manter um blog atualizado porque isso demanda tempo e pesquisa e como o blog não é meu trabalho oficial, tenho ele como um hobby, tento encaixa-lo entre minhas horas de estudo, de trabalho e minha vida social. 

Até o momento foram 358 postagens, e estamos nos aproximando dos 80 mil acessos (apesar de oficialmente já ter passado dos 112 mil acessos). O público é de vários países, além do Brasil, temos acessos direto dos Estados Unidos, Alemanha, Portugal, França, Angola, Rússia, China, Ucrânia, etc. 

O google é a principal origem de acesso e já somos o segundo resultado quando pesquisam as palavras-chave do blog, seguido do facebook.

Agradeço a todos os contatos via e-mail e pelos elogios recebidos. Continuem acessando e divulgando, a geodiversidade agradece :) 

domingo, 8 de março de 2015

Geomorfologia Cultural

Olá, 

outro dia um rapaz pediu material sobre geomorfologia cultural e me pegou de surpresa porque não tenho materiais específicos sobre este tema, mas fiz algumas pesquisas e encontrei este livro Geomorfologia Culturale, de autoria de Mario Panizza e Sandra Piacente, publicado em 2003.

Geomorfologia Culturale 
O livro está a venda no site da Amazon

Não encontrei o livro em pdf, mas existe uma resenha feita por Emmanuel Reynard e que foi publiada no periódico Geomorphologie 
Clique aqui para baixa-la.

Na mesma linha de raciocínio, mas com uma terminologia diferente, existe a temática chamada de etnogeomorfologia, que inclusive já gerou uma postagem aqui no blog. 

O conceito etnogeomorfologia pode ser defindo como uma ciência mestiça que estuda o conhecimento que uma comunidade tem acerca dos processos geomorfológicos, levando em consideração os saberes  sobre a natureza e os valores da cultura e das tradições locais, sendo a base antropológica da utilização das formas de relevo por uma dada cultura.  

Desta forma, aproveitando a oportunidade, conheça a tese da professora Simone Cardoso, "Etnogeomorfologia Sertaneja"

Geo-Food: uma nova perspectiva de geoconservação

Olá, 
quero compartilhar um artigo super interessante  de co-autoria da Profa. Dra. Jasmine Moreira, que traz uma nova forma de abordagem acerca do patrimônio geológico e que pode vir a inspirar outros trabalhos. 

Trata-se do artigo "Geo-Food: uma nova perspectiva de preservação do patrimônio geológico" publicado no XIII Encontro Nacional de Turismo e Base Local, em Minas Gerais, no ano de 2014. 


Resumo
A experiência de um turista em um destino vai muito além de visitar um atrativo, pois as pessoas desejam levar consigo uma lembrança que materialize a viagem após seu regresso. Uma das formas mais comuns de adquirir essas lembranças são os souvenirs. Um dos tipos de souvenirs consumidos pelos turistas durante uma viagem é o souvenir gastronômico, que advém dos alimentos e bebidas e são objetos dotados de significados. Na perspectiva de comercializar produtos alimentícios valorizando principalmente os aspectos geológicos e gastronômicos, o Geopark Magma (Noruega) idealizou a utilização de souvenirs gastronômicos através do Projeto Geo-Food.
O Projeto possui parceiros na Europa e na América do Norte. O Grupo de Trabalho do Projeto Geopark Fernando de Noronha (PE) é o único parceiro do Projeto na América do Sul. O objetivo desse trabalho foi apresentar o geo-food como um souvenir gastronômico e geo-produto, apresentando exemplos de Geoparks que já o utilizam como ferramenta de geoconservação e o potencial de Fernando de Noronha para sua realização.
Como principais resultados, verificou-se que o geo-food potencializa e valoriza os elementos da bio e da geodiversidade, agrega valor e confere diferencial aos Geoparks, e no caso especíico de Fernando de Noronha constata-se que há potencial para o desenvolvimento do Projeto Geo-Food, que como consequência irá gerar novas alternativas de renda para a comunidade local e proporcionará experiências únicas para os visitantes.

Clique Aqui para baixar o artigo completo.
Boa leitura! 

quarta-feira, 4 de março de 2015

Livro: A Methodology for the Identification of Significant Landforms and Geological Sites for Geoconservation Purposes - Download


Compatrilho com vocês este livro de autoria de C. Sharples "A methodology for the identification of significant landforms and geologial sites for geoconservation purposes". É uma das primeiras referências do uso do termo 'geodiversidade' no início da década de 1990.

Clique na imagem para baixar o livro.




Curso de Geoturismo no Seridó

OServiço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC) em parceria com a Associação de Guias de Turismo do Rio Grande do Norte realizaram neste mês de fevereiro um curso de Geoturismo sob orientação do Prof. Dr. Marcos Nascimento, percorrendo e conhecendo a geodiversidade dos municípios Currais Novos, Acari, Carnaúba dos Dantas e Parelhas. 

Açude Gargalheiras - Acari - RN
Foto: Marcos Nascimento
Pedra do Sino - RN
Foto Andre Gurgell (Facebook)

Turma do Curso
Foto: Guia Ray Gurgell (Facebook)

Clique na imagem abaixo e baixe o Guia Geoturístico do Seridó -RN


segunda-feira, 2 de março de 2015

As Rochas Contam sua História: o Forte dos Reis Magos


Resultados do Projeto "As Rochas contam sua História: o Forte dos Reis Magos" estão na edição 58 da Revista Conhecimento Prático: Geografia - janeiro/fevereiro 2015 na matéria "Forte dos Reis Magos: conheça as rochas que sustentam o mais importante monumento histórico potiguar", de autoria de Marcos Nascimento e Matheus Silva.

Baixe a matéria clicando na imagem abaixo


Boa leitura. 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...