sábado, 20 de junho de 2015

Caçapava do Sul: Capital Gaúcha da Geodiversidade

Com população de mais de 33 mil habitantes, o Município de Caçapava do Sul fica cerca de 260Km da capital gaúcha, tendo uma economia basicamente sustentada pelos setores da Agricultura, Pecuária e Mineração, sendo que a produção local de calcário representa mais de 80% do que é produzido no Rio Grande do Sul.


O Município encontra-se dentro do geoparque Paleorrota, que está situado no centro do Estado do Rio Grande do Sul, cuja área contém diversos fósseis do tempo em que havia apenas o continente Pangeia. É a principal área de Geoturismo do Rio Grande do Sul.

Em seus pouco mais de 3 mil quilômetros quadrados de área, possui uma diversidade de contextos geológicos sem paralelo em escala estadual; possui ocorrências de todos os principais tipos de rochas (plutônicas, vulcânicas, sedimentares e metamórficas), estruturas (falhas, dobras), mineralizações e feições resultantes dos processos terrestres; tais atributos geológicos constituem o registro de uma evolução longa e complexa, que se iniciou há mais de 2 bilhões de anos; no território do município há evidências de mares tropicais muito antigos, erupções vulcânicas de diferentes composições e estilos, granitos cristalizados nas profundezas da Terra, e rios cascalhosos que corriam em um grande deserto do passado.

 As formas de relevo e as paisagens de Caçapava do Sul, além de possuírem a rara beleza das Guaritas e da Serra do Segredo, são evidências claras das variações climáticas dos últimos 50 mil anos; climas úmidos e climas secos, semidesérticos, sucederam-se acompanhando as eras glaciais e interglaciais do continente sul-americano; até mesmo fósseis de grandes mamíferos desse passado recente, como preguiças gigantes, foram identificados em Caçapava do Sul e ajudam a contar a fantástica história geológica registrada no município.

A excelência didática das exposições de rocha e das paisagens de Caçapava do Sul tem trazido a este município, nos últimos 50 anos, grupos numerosos de profissionais, pesquisadores, professores e estudantes de todas as geociências, não apenas das escolas gaúchas de geologia e geografia, mas também de outras regiões do Brasil, para adquirirem ou aperfeiçoarem seus conhecimentos; o município é uma perfeita “sala de aula ao ar livre” para o ensino das geociências em todas as suas vertentes.

Assim, pelos motivos expostos e visando um o planejamento de uma estratégia abrangente de geoconservação e valorização do patrimônio geológico para a região de Caçapava do Sul e, de resto, para toda a Serra das Encantadas, apresentamos o presente Projeto, visando o reconhecimento oficial, pelo adequado diploma legal, do Município de Caçapava do Sul como a “Capital Gaúcha da Geodiversidade”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...