sábado, 18 de julho de 2015

Geodiversidade e Patrimônio Geológico de Salvador (BA)

A cidade de Salvador, além a incontestável importância histórico-cultural, possui relevância geológica a nível internacional. A tese de doutoramento da geógrafa Acácia Bastos Pinto, defendida na Universidade Federal da Bahia, teve como objetivo geral o inventário do patrimônio geológico da cidade de Salvador, com a finalidade de difundir e popularizar sua geodiversidade, de forma a promover o conhecimento geológico e a importância da geoconservação junto ao público em geral. 

Foi realizado um inventário dos geossítios in situ:

i) Conglomerados da Formação Salvador na Ponta de Humaitá; 
ii) Falha de Salvador na região do Mercado Modelo;
iii) Dobras em granulitos na Praia da Barra;
iv) Diques máficos nas praias de Ondina, Paciência e Jardim Alah;
v) Lagoas e dunas do Parque Abaeté;
vi) Recifes de corais da Praia do Forte.

Falha Geológica de Salvador (BA)

Foram também selecionados os elementos culturais que compõem o patrimônio geológico ex situ

i) Igreja Nossa Senhora da Conceição da Praia;
ii) Catedral Basílica Primacial de São Salvador
iii) Igreja da Ordem 1° de São Francisco;
iv) Igreja da Ordem 3° de São Francisco;
v) Centro Gemológico da Bahia;
vi) Museu Geológico da Bahia.

Igreja Nossa Senhora da Conceição da Praia - Salvador (BA)

O inventário foi realizado com base nos seguintes pré-requisitos: geográfico, geológico, educativo, estético e singular, histórico-cultural e turístico. 
A quantificação foi feita com base no modelo do aplicativo GEOSSIT, do Serviço Geológico do Brasil.

Confira o trabalho completo aqui. 

Um comentário:

  1. Muito obrigado por disponibilizar a tese! Queria muito acessá-lo e não consegui pelo repositórioUm. Abraço

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...